0

CB Sabino propõe ao MEC, adoção de Libras nos currículos de professores e na educação básica

Com o intuito de ampliar o acesso dos surdos à educação, ao mundo do trabalho, dentre outros direitos e garantias que a cidadania lhes oferece, o deputado federal Cabo Sabino (PR-CE) apresentou projeto de Indicação, na Câmara Federal, que sugere ao Ministério da Educação (MEC), a Língua Brasileira de Sinais (Libras), como disciplina curricular obrigatória nos cursos de formação de professores para o exercício do magistério, assim como a sua difusão na educação básica.

“Ao reconhecer a linguagem de Libras como meio legal de comunicação, evidencia que estamos tratando de um sistema linguístico legítimo e notadamente nacional, porque advém das comunidades surdas do Brasil. Esse reconhecimento que se ampara no respeito e proteção aos surdos, impõe-nos esforços para garantir-lhes meios que proporcionem a efetiva comunicação e, por conseguinte, cidadania”, diz o parlamentar ao justificar a sua proposição.
Conforme o parlamentar,  os resultados do Exame Nacional de Certificação em Libras (Prolibras), que é o certificado habilitador de profissionais no ensino e na tradução dessa Língua, aponta que, em 2013, apenas 6,75% foram aprovados na modalidade voltada a certificar professores para o ensino dessa Língua, que para o parlamentar é um percentual bastante preocupante, pois o baixo número de habilitados impacta diretamente no quantitativo de profissionais hábeis a se comunicar e a transmitir conhecimentos relativos à Libras.
“Trata-se de demanda absolutamente necessária para concretizarmos as metas e estratégias do Plano Nacional de Educação (PNE), estratégia esta, ampliação das equipes de profissionais da educação para atender à demanda do processo de escolarização dos estudantes com deficiência”, pontua.
Fonte: Cabo Sabino Deputado Federal



http://www.surdosol.com.br/cb-sabino-propoe-ao-mec-adocao-de-libras-nos-curriculos-de-professores-e-na-educacao-basica/

 
Voltar ao Topo da Página